Doe
login

Informa PHI

Artigos e entrevistas

Filantropia e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Após décadas de declínio, a fome no mundo, medida pela desnutrição, vem aumentando desde 2015. O número de pessoas que vão dormir com fome a cada dia foi estimado em 820 milhões em 2018. Só no Brasil, são 5 milhões.

Mas, como reverter esse quadro? A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que orienta as Nações Unidas e seus países-membros, deram ao mundo uma linguagem comum e um senso de urgência para resolver os desafios existentes. Concluídas em agosto de 2015, as negociações culminaram num documento ambicioso que propõe 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas correspondentes para o período que começou em 2016 e termina 2030. A diretriz essencial? Não deixar ninguém para trás.

Os ODS trabalham com o espírito de parceria para fazermos as escolhas certas para melhorar a qualidade de vida para a atual e as futuras gerações. Todas equilibram as três dimensões do desenvolvimento sustentável: a econômica, a social e a ambiental.

Diante de uma agenda tão complexa para que os povos se engajem nesta luta para acabar com a pobreza, proteger o planeta e garantir a paz e a prosperidade para todos, é preciso que cada um faça a sua parte: governos, empresas e sociedade civil. E a filantropia pode ter um papel fundamental para a transformação que buscamos. 

O Instituto Phi tem se guiado especialmente pelo ODS 10 – reduzir a desigualdade – mas também apoia financeiramente, através de doações, organizações sociais que se pautam por outros ODS, como acabar com a fome, assegurar vida saudável, assegurar educação inclusiva e de qualidade ou a disponibilidade de água e saneamento para todos. Entendemos que todas essas temáticas são integradas e indivisíveis, e no fim, o objetivo é sempre que todos tenham igualdade de condições.

Ao redor do mundo, o desenvolvimento econômico e social de um país tem como um de seus pilares uma sociedade civil atuante, que assume seu papel na busca de soluções para os desafios sociais que enfrentamos. É aí que entra a doação. Seja de tempo, de material, de força de trabalho, de conhecimento técnico ou de dinheiro para adquirir os recursos necessários. O que não é mais aceitável é deixar o futuro do planeta para trás.

Não sabe por onde começar? Aqui vão algumas ideias: participação em mutirões de melhorias em favelas, criação de redes que permitam levar soluções de baixa tecnologia para comunidades que precisem, arrecadação e envio de água potável para vítimas de catástrofes naturais, aulas gratuitas de reforço escolar, engajamento em campanhas “adote um aluno” com ajuda e acompanhamento mensal, campanhas do agasalho, criação e/ou estímulo a creches comunitárias, capacitação técnica a jovens de baixa renda e/ou refugiados, construção de horta comunitária e implementação de coleta seletiva em espaços da comunidade, promoção de bazares de troca de roupas e brinquedos, mutirão de limpeza de praias e campanha para a redução do consumo de plástico.

Tem outras sugestões de ação? Conta pra gente nos comentários!

Segue um resumo dos 17 ODS:

Objetivo 1: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.

Objetivo 2. Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.

Objetivo 3. Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

Objetivo 4. Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

Objetivo 5. Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

Objetivo 6. Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos.

Objetivo 7. Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos.

Objetivo 8. Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos.

Objetivo 9. Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.

Objetivo 10. Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.

Objetivo 11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

Objetivo 12. Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

Objetivo 13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos.

Objetivo 14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

Objetivo 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade.

Objetivo 16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

Objetivo 17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MAIS DO INFORMA PHI

Artigos e entrevistas

Itália se torna o primeiro país a tornar obrigatória a educação para as mudanças climáticas

Artigos e entrevistas

A consciência do propósito social nos negócios

Artigos e entrevistas

Por que precisamos de uma revolução radical de generosidade

Artigos e entrevistas

Filantropia e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Editais

Edital Resistência 2020

Editais

Projeto Legado 2020
Português do Brasil
English (UK) Português do Brasil
Criado e desenvolvido pela Refinaria Design